“Levanta e come” – Eu sou o pão que desceu do céu.

Correio do Pantanal

4 ago 2021 às 21:23 hs
“Levanta e come” – Eu sou o pão que desceu do céu.

PALAVRA – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 6,41-51: Naquele tempo: 41Os judeus começaram a murmurar a respeito de Jesus, porque havia dito: ‘Eu sou o pão que desceu do céu’. 42Eles comentavam: ‘Não é este Jesus, o filho de José? Não conhecemos seu pai e sua mãe? Como então pode dizer que desceu do céu?’ 43Jesus respondeu: ‘Não murmureis entre vós. 44Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o atrai. E eu o ressuscitarei no último dia. 45Está escrito nos Profetas: `Todos serão discípulos de Deus.’ Ora, todo aquele que escutou o Pai e por ele foi instruído, vem a mim. 46Não que alguém já tenha visto o Pai. Só aquele que vem de junto de Deus viu o Pai. 47Em verdade, em verdade vos digo, quem crê, possui a vida eterna. 48Eu sou o pão da vida. 49Os vossos pais comeram o maná no deserto e, no entanto, morreram. 50Eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer, nunca morrerá. 51Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo’. Palavra da Salvação. Glória a Vós Senhor!

MENSAGEM – A Liturgia nos fala da preocupação de Deus em oferecer aos homens o “pão” da vida plena e definitiva. Na 1a Leitura Elias recebe no deserto um “pão do céu” para refazer as forças e continuar a sua missão. (1 Rs 19,4-8) Deus não o abandona, manda um anjo, que lhe diz: “Levanta e come”… Deus não abandona o profeta em sua missão, nem elimina os inimigos, apenas lhe dá a força para continuar a caminhada… Na 2ª Leitura, meditamos sobre o que significa aceitar o Pão do céu: praticar a caridade com os irmãos.(Ef 4, 30-5,2) O Salmista convida a provar e ver como é bom o Senhor. (Sl 34) No Evangelho prossegue o discurso de Jesus em Cafarnaum, onde Jesus se apresentara como o “Pão” descido do céu para dar vida ao mundo. (Jo 6,41-51) Provoca uma forte REAÇÃO: “Os judeus murmuram” (como no deserto). Daí nasce uma tremenda resistência e recusa… JESUS não desiste e reafirma: “Eu sou o pão descido do céu… Quem come desse pão viverá eternamente” E exige FÉ: “Quem crê, tem a vida eterna. Quem dele comer, não morrerá…” “Comer a carne de Jesus” É assimilar na sua totalidade a pessoa e a Missão de Jesus e, como ele, ter gestos de doação e de solidariedade em favor dos irmãos. É acolher Jesus na sua realidade divina e humana, dom de Deus para a salvação da humanidade. O que essas leituras bíblicas nos dizem no dia dos Pais? COMO SER PAI, HOJE, num mundo que se transforma e enfrenta todo tipo de dificuldades? Quantos pais se sentem cansados e desanimados, como Elias? PAIS, não desanimem como Elias diante de situações difíceis e complicadas…, nem murmurem como os judeus diante do incompreensível… SER PAI é uma Missão sublime… É participar do maravilhoso mistério da criação, é iluminar o mundo com uma nova e insubstituível centelha de vida. É prosseguir na história e testemunhar a esperança de um mundo sempre mais humano, fraterno e de paz… Mas onde buscar força, quando parece tudo perdido? O Evangelho nos dá uma resposta… Essa energia nos é dada no pão vivo descido do céu, que é CRISTO, presente no meio de nós na EUCARISTIA e na sua PALAVRA. As palavras PAI e PÃO estão ligadas na oração que Jesus nos ensinou… SER PAI: É alimentar a vida dos filhos não apenas com o Pão material, mas também o espiritual… também com a palavra amiga… É saber gastar tempo com os filhos: Muitos pais puseram filhos ao mundo e não cresceram com os filhos; depois talvez se queixam que não conseguem entender os filhos… É saber respeitar a liberdade dos filhos: sendo uma presença certa na hora exata, respeitando a vocação de cada um… É saber confiar: As pessoas só confiam em que confiam nelas… Pior que o erro, é perder essa confiança dos filhos… FILHOS, O QUE É TER PAI? É saber descobrir a presença de Cristo naquele que é responsável pelo progresso e felicidade da família… É saber respeitar e nas horas difíceis confiar… Há dois momentos que nos ensinam o que é ter um pai: Quando não podemos mais tê-lo ao nosso lado… Quando um dia vocês forem pais responsáveis e perceberem como é difícil ser um verdadeiro paiA SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA, (de 8 a 14 de agosto). Com o Tema “Alegria do amor na família”, faz referência à exortação apostólica Amoris Laetitia, que completou cinco anos e é a motivação de um ano especial convocado pelo Papa Francisco. Somente um verdadeiro amor pode trazer a alegria que vem de Deus. A Igreja pretende fazer redescobrir os valores da família… Uma família nova que acredita no futuro, que vive de esperanças…, não apenas das lembranças do passado… Uma família, que a exemplo da sagrada família de Nazaré, seja a família que Deus quer… Uma Família, onde os filhos encontram a paz e a segurança tão desejada e tão necessária… Feliz a família, que se alimenta do pão da vida! Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa – 08.08.2021

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.