Homem que matou auxiliar de pedreiro a facadas é preso após 10 horas de buscas pela polícia de MS

Correio do Pantanal

8 maio 2018 às 10:07 hs
Homem que matou auxiliar de pedreiro a facadas é preso após 10 horas de buscas pela polícia de MS

Policiais militares o flagraram em uma mata no bairro Moreninhas e ele está sendo encaminhado para delegacia plantonista.

Suspeito foi preso após 10 horas de buscas em MS (Foto: Flávio Dias/TV Morena)

A polícia prendeu nesta tarde (7) , no Jardim das Mansões, em Campo Grande, o homem de 23 anos suspeito de matar a facadas o auxiliar de pedreiro, na região central da cidade. Os policiais militares envolvidos nas buscas o flagraram na casa de um conhecido e ele foi levado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro.

Antes, os militares que chegaram a usar um helicóptero para as buscas, retornaram ao local do crime. O suspeito, que disse estar arrependido, teria utlizado uma faca para ferir a vítima. O objeto, no entanto, não foi encontrado.

Já na delegacia, o homem prestou depoimento. Ele possuía antecedentes por furtos e agora será indiciado por homicídio qualificado. “A investigação também ressaltou que o suspeito vivia nas ruas, em situação de vulnerabilidade. Ele não resistiu a prisão de forma alguma”, disse ao G1 o tenente da PM, Thiago Mônaco.

A delegada responsável pelo caso, Daniela Kades, disse que ele já tinha sido identificado pela manhã. Imagens de câmeras de segurança obtidas pela polícia mostram o suspeito e o auxilar de pedreiro lutando. O homem aparece na gravação de short, camiseta, chinelo e carrega uma mochila nas costas. É possível ver ele fugindo pela calçada depois de esfaquear o auxiliar de pedreiro.

Entenda o caso

Um auxiliar de pedreiro de 34 anos foi morto a tesouradas no início da manhã desta segunda-feira (7), em Campo Grande, ao tentar ajudar uma jovem que era abordada por assaltante. “Foi defender e perdeu a própria vida”, disse o pai, bastante abalado, o pedreiro João Roberto Faustino de Souza, de 54 anos.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), Antônio Marcos Rodrigues de Souza e o pai seguiam em bicicletas, cada um em uma, pela avenida Mato Grosso. Quando passavam pelas proximidades da rua Calógeras, um assaltante rendeu uma jovem.

Conforme João Roberto, o filho tentou defender a jovem e acabou sendo ferido no pescoço. Segundo a polícia, os golpes foram de tesouradas. Pai e filho seguiam para o trabalho quando o crime aconteceu. Bombeiros, Samu e PM estiveram no local.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.