25 dez 2018 às 21:48 hs
Trump a menino de 7 anos: ‘Você ainda acredita em Papai Noel?’

VEJA

A primeira-dama, Melania, e o presidente dos EUA, Donald Trump: ligacões a crianças na véspera do Natal – 24/12/2018 (Saul Loeb/AFP)

O presidente e a primeira-dama dos Estados Unidos, Donald e Melania Trump, dedicaram parte da véspera de Natal, na segunda-feira 24, a conversas por telefone com crianças de várias parte dos Estados Unidos. A iniciativa, entretanto, foi atropelada pelo parco nível de sensibilidade do líder americano para travar diálogos com quem espera a chegada do Papai Noel.

Ao telefonar para Coleman, um garoto de 7 anos de idade, Trump foi direto ao ponto: “Você ainda acredita em Papai Noel?”. E insistiu: “Porque aos 7 anos já não é tão importante, certo?”

A resposta de Coleman não foi ouvida por ninguém, exceto por Melania e Trump, que sorriu, segundo a rede de televisão CNN. “Bom, querido, feliz Natal, cuide-se bem e diga olá para sua família, ok? Diga olá pra todo mundo”, concluiu o presidente americano.

Segundo a CNN, o casal já tinha conversado com crianças no Natal de 2017. Os meninos e meninas escolhidos são os que enviaram mensagens ao Comando Norte-americano de Defesa Aeroespacial (Norad), que mantém desde 1955 a tradição de “usar seu sistema de radares para rastrear o caminho do Papai Noel”. Segundo a CNN, a tradição foi preservada mesmo com a paralisação do governo causada pela falta de recursos orçamentários adicionais.

Trump conversou com várias crianças, às quais perguntou a idade, o que o Papai Noel traria para elas e como estavam indo na escola.

A gafe com o garoto Coleman não foi a primeira atitude desagradável de Trump neste Natal. O presidente americano decidiu cancelar a tradicional festa oferecida para os jornalistas que cobrem diariamente a Casa Branca.

Trump e Melania assistiram à missa na Catedral Nacional, em Washington, na tarde de segunda-feira. A presença deles no local não estava prevista. No ano passado, o casal participara de celebrações na região do resort de Trump em Mar-a-Lago, na Flórida.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.