19 maio 2018 às 08:26 hs
Morre uma das três sobreviventes do acidente aéreo que matou 108

NOTICIAS AO MINUTO

Morreu na noite da última sexta-feira (18) uma das três únicas sobreviventes do acidente aéreo ocorrido perto de Havana, em Cuba, e deixou mais de 100 vítimas. O Boeing 737 da companhia aérea mexicana Global Air – alugado pela Cubana de Aviación – levava a bordo 110 pessoas e tinha acabado de decolar do aeroporto da capital cubana quando caiu momentos depois. Com a morte da mulher, ainda não identificada, sobe para 108 o número de vítimas fatais da tragédia, conforme relata a agência EFE.

Além da mulher que faleceu neste sábado, outras duas sobreviventes foram retiradas dos escombros do avião e levadas ao Hospital Calixto García em estado crítico. As mulheres de 18, 25 e 39 anos teriam sofrido traumatismo craniano, diversas fraturas e queimaduras decorrentes do acidente. Apenas a mais velha delas, Emily Sanchéz, moradora da província de Holguín, foi identificada. De acordo com fotos divulgadas pela imprensa oficial cubana, uma das sobreviventes pode estar grávida.

Acidente

A queda do Boeing 737 ocorreu por volta do meio-dia local (13h em Brasília), pouco depois de partir do Aeroporto de Havana, capital de Cuba. A maioria das vítimas é cubana, segundo a agência EFE. A tripulação seria toda mexicana, enquanto dois passageiros foram identificados como argentinos.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.