22 jun 2017 às 16:27 hs
Empresária desaparecida é encontrada cerca de 5 km longe de veículo em Sidrolândia

midiamax.com.br

Após o veículo de Thaís Valadares, de 40 anos, ser encontrado em um assentamento próximo ao posto Pequi, em Sidrolândia – cidade a 73 quilômetros de Campo Grande, a empresária foi encontrada por volta das 18h20 desta sexta-feira. A guarnição do Corpo de Bombeiros de Maracaju confirmou que ela está viva, e a família de Thaís também afirmou que ela foi encontrada.

Silvia Valadares, irmã de Thais, disse que ela está bem debilitada e que será trazida para Campo Grande para ser tratada. Segundo os bombeiros de Aquidauana, que informaram à reportagem mais detalhes, ela está com hipotermia, muita fome e sede, porém está consciente. “Acharam ela viva, muito debilitada, não sabemos se vai direto para a Santa Casa ou hospital. A polícia nos mandou via rádio”, afirmou Silvia à reportagem.

Antes de ser encontrada, testemunhas disseram que Thaís foi vista pela região pedindo ajuda. A hipótese de sequestro chegou a ser levantada pela polícia.

Segundo a assessoria de comunicação da PRF (Polícia Rodoviária Federal), equipes foram deslocadas para o assentamento onde o carro foi encontrado. Informações não oficiais dizem que três pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no desaparecimento da empresária.

O caso

A empresária seguia para a fazenda do namorado, em Maracaju, quando desapareceu nesta quarta-feira (14). A família ficou desesperada, pois Thaís é diabética e poderia ter sofrido um mal súbito. Até esta tarde, a informação era de que Thaís foi vista pela última vez, por volta das 18 horas da quarta-feira enquanto fazia compras em um mercado em Sidrolândia.

Segundo a família, buscas aéreas, com helicóptero e drone foram realizadas até às 21 horas da quinta-feira (15).

A família afirma que desde que o desaparecimento foram divulgadas muitas pistas falsas, além de trotes. A localização do carro, nesta tarde, deixou a família estarrecida, principalmente com a hipótese de um sequestro. Thaís foi encontrada em um milharal.

(Matéria editada às 18h49 para acréscimo de inform

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.