16 jun 2017 às 11:02 hs
Com dois gols de falta, Grêmio bate o Fluminense fora de casa

conjunturaonline.com.br

Em duas jogadas de bola parada, o Grêmio derrotou o Fluminense por 2 a 0 em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã, no encerramento da sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado fez a equipe gaúcha chegar aos 18 pontos ganhos, apenas um a menos do que o líder Corinthians. O Fluminense que não vence há três partidas, ocupa a décima posição com dez pontos ganhos. Os gols foram marcados por Edilson e Luan, ambos em cobranças de falta.

O Tricolor das Laranjeiras ficou mais tempo com a bola nos pés, mas não soube transformar em gols, as chances que apareceram durante a partida. Além disso, os jogadores cariocas reclamaram muito da arbitragem por ter anulado um gol marcado por Richarlison e não ter marcado pênalti em lance com Geromel dentro da área gaúcha. O Grêmio não chegou a ser brilhante, mas mostrou objetividade ao transformar em gols, as oportunidades que surgiram durante o jogo.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Flamengo, no Maracanã. O Grêmio vai ao Mineirão, encarar o Cruzeiro.

O JOGO

Os dois times começaram a partida de forma cautelosa, trocando passes na intermediária e buscando espaços para penetrar nas defesas adversárias. E foi o Grêmio que ameaçou, pela primeira vez, aos três minutos. Após boa troca de passes, a bola ficou com Edilson que cruzou fechado e o goleiro Júlio César ficou com a bola. Um minuto depois, Luan recebeu na entrada da área e finalizou, mas Júlio César voltou a defender, sem dificuldades.

Aos sete minutos, a equipe gaúcha marcou o primeiro gol. Reginaldo derrubou Luan na intermediária. Mesmo de longa distância, Edilson bateu forte e colocou no ângulo direito, sem chances de defesa para o goleiro do Fluminense.

O time dirigido por Abel Braga não se abalou com o gol sofrido e, aos nove minutos, quase chegou ao empate, quando Henrique Dourado escorou e Gustavo Scarpa chutou com muito perigo. Um minuto depois, Richarlison colocou a bola nas redes, mas a arbitragem invalidou o gol, marcando impedimento do atacante, e os tricolores ficaram muito revoltados.

O time carioca seguiu na pressão e, aos 15 minutos, Wendel chutou e Marcelo Grohe defendeu com segurança. Depois de estabelecer a vantagem, o time comandado por Renato Gaúcho passou a administrar o andamento da partida. Já insatisfeitos com a arbitragem, os jogadores do Fluminense voltaram a protestar aos 22 minutos, quando um cruzamento de Richarlison bateu em Geromel e os cariocas pediram a marcação de pênalti.

O Grêmio se limitava a defender a vantagem e pouco acionava seus atacantes. Muito recuados, os volantes Michel, Maicon e Ramiro só se preocuvam em reforçar o sistema defensivo. Aos 37 minutos, Léo investiu pela esquerda, se livrou de Ramiro e cruzou para a entrada de Richarlison, mas Geromel conseguiu chegar antes e aliviar o perigo.

No último lance importante do primeiro tempo, aos 47 minutos, Henrique Dourado recebeu na área, girou e bateu com grande perigo, mas a bola saiu. O Fluminense voltou modificado para o segundo tempo. O atacante Lucas Fernandes entrou no lugar do lateral-esquerdo Léo. Marcos Calazans passou a ocupar a vaga do lado esquerdo da defesa carioca. Logo no primeiro minuto, Lucas Fernandes invadiu a área e bateu para fora, assustando o goleiro gremista. Um minuto depois, Michel saiu jogando errado e Scarpa tocou para a conclusão de Wendel, mas o chute saiu fraco e facilitou a defesa de Marcelo Grohe.

A pressão da equipe carioca era grande e, aos quatro minutos, Richarlison desperdiçou uma grande chance para empatar. Wendel cruzou, a zaga cortou errado e Richarlison apanhou o rebote, no bico da pequena área, e chutou torto, para desespero da torcida.

O Fluminense era superior e não deixava o adversário se organizar, mas continuava cometendo muitos erros nas finalizações. O Grêmio, muito recuado, apenas tentava bloquear os avanços dos donos da casa. A equipe dirigida por Renato Gaúcho só chegou na área tricolor, aos 14 minutos, em conclusão perigosa do lateral Edilson.

A jogada animou a equipe do Rio Grande do Sul que quase ampliou a aos 17 minutos. Luan lançou Arthur, que bateu na saída de Júlio César. O goleiro salvaou e o rebote ficou para Luan, que emendou para fora. Renato tentou dar sangue novo ao ataque gaúcho, colocando Everton e Fernandinho nos postos de Maicon e Pedro Rocha. Para tentar o empate, Abel Braga colocou mais um atacante. Pedro entrou na vaga de Scarpa e se juntou a Henrique Dourado e Lucas Fernandes, no ataque.

Aos 34 minutos, Lucas derrubou Fernandinho na entrada da área. Luan bateu, com categoria, no canto direito de Júlio César e ampliou o marcador. Os torcedores da equipe carioca iniciaram uma briga na arquibancada, enquanto, já desanimado, o time carioca parou de buscar um resultado melhor na partida, enquanto o Grêmio apenas procurou administrar a vantagem até o apito final.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-RJ 0 X 2 GRÊMIO-RS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de junho de 2017, quinta-feira
Horário: 21h(de Brasília)
Público: 10.273 pagantes
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartão Amarelo: Henrique, Mateus Norton, Marcos Calazans, Henrique Dourado(Flu); Edilson, Fernandinho, Everton(Gre)
Gols:
GRÊMIO: Edilson, aos sete minutos do primeiro tempo; Luan, aos 34 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Júlio César, Lucas(Renato), Reginaldo, Henrique e Léo(Lucas Fernandes); Mateus Norton, Wendel, Marcos Calazans e Gustavo Scarpa(Pedro); Richarlison e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon(Everton), Michel, Ramiro, Arthur e Pedro Rocha(Fernandinho); Luan(Gastón Fernandez)
Técnico: Renato Portaluppi

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.