11 jul 2018 às 12:02 hs
Cesp anuncia R$ 280 milhões para seis municípios impactados em MS

CONJUNTURA ONLINE

Usina Hidrelétrica de Porto Primavera, na divida de Mato Grosso do Sul com São Paulo (Foto: Divulgação)

Os municípios de Três Lagoas, Brasilândia, Bataguassu, Batayporã, Santa Rita do Pardo e Anaurilândia, vão ser indenizados em quase R$ 280 milhões pela Cesp (Companhia Energética de São Paulo), em razão dos danos ambientais e sociais provocados pela construção da usina hidrelétrica de Porto Primavera, no rio Paraná, na divisa de Mato Grosso do Sul com São Paulo.

O acordo foi firmado nesta segunda-feira (9) depois de duas semanas de negociações, que envolveram as prefeituras, a Promotoria de Justiça de cada município, o governo do estado, o MPE-MS (Ministério Público Estadual) e a Cesp.

Além das prefeituras, a empresa ainda indenizará o estado em outros R$ 280 milhões. Esses recursos vão ficar retidos em um depósito judicial.

O estado conseguiu ainda um valor extra de R$ 50 milhões, que serão destinados a duas ações ambientais.

Cada município vai decidir o que fará com o dinheiro.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.