30 out 2018 às 18:06 hs
Um dos maiores gângsteres dos Estados Unidos foi morto na prisão

Tinha sido transferido horas antes de um estabelecimento prisional na Florida

James “Whitey” Bulger, um dos maiores gangsteres dos Estados Unidos, foi encontrado morto, esta terça-feira, na sua cela de segurança máxima na prisão federal de Hazelton, no estado norte-americano da Virgínia, avança a BBC. O prisioneiro, de 89 anos, tinha sido transferido neste mesmo dia de uma prisão na Florida.

O líder dos Winter Hill foi preso na sequência de uma operação de vigilância a um complexo de apartamentos em Santa Mónica (Los Angeles), em 2011. Mas só em 2013 foi condenado pelo homicídio de 11 pessoas, tráfico de drogas, extorsão e lavagem de dinheiro.

“Este é o terceiro homicídio em sete meses nas nossas instalações”, disse um funcionário do sindicato que representa os trabalhadores da prisão de Hazelton, citado pela CBS. “Estamos com muito pouco pessoal, somos cerca de 40 oficiais”, acrescenta.

James “Whitey” Bulger esteve durante 16 anos no “top” dez dos mais procurados pelo FBI (Federal Bureau of Investigation). No entanto, esta agência federal nunca se esforçou muito para capturá-lo, uma vez que Bulger se tornou num dos melhores informadores do FBI sobre a máfia.

Bulger serviu de inspiração para Hollywood mais do que uma vez. O ator Jack Nicholson confessou ter criado o mafioso Frank Costello do filme “The Departed”, de Martin Scorcese, a partir da história do gangster. Também o filme “Jogo Sujo” (realizado a partir do livro de Dick Lehr e de Gerald O`neill) com Leonardo DiCaprio e Matt Damon, que venceu o Óscar de melhor filme em 2007, é baseado na sua vida.

Ainda não são conhecidos os motivos da sua morte.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.