4 jan 2019 às 07:43 hs
“Tesouro” dá à costa em ilhas holandesas

Há de tudo: televisões de ecrã plano, peças de automóveis, mobília. Parte da carga perdida por cargueiro panamiano em tempestade está a chegar às ilhas holandesas. Mas há materiais perigosos com paradeiro incerto

Dezenas de contentores cheios de aparelhos eletrodomésticos, incluindo televisões de ecrã plano, estão a dar às praias nas ilhas holandesas do Mar do Norte, depois de um cargueiro panamiano ter perdido parte da sua carga no mar do Norte, durante uma forte tempestade.

O MSC Zoe, de bandeira panamiana, perdeu 270 contentores dos contentores que levava bordo durante uma forte tempestade, no dia 2 de janeiro, quando seguia ao largo da ilha alemã de Borkum, segundo a guarda costeira holandesa.

A carga perdida foi levada pelas correntes, para sudoeste, e começou a dar à costa nas ilhas holandesas de Terschelling e Vlieland, de Ameland and Schiermonnikoog, que constituem uma barreira de ilhas ao largo da costa holandesa.

A guarda costeira holandesa emitiu um alerta à navegação, já que que os contentores à deriva constituem um risco para os navios que atravessam aquelas águas.

Um alerta tem a ver com três contentores que transportam materiais tóxicos para a produção de plásticos e cujo paradeiro ainda não é conhecido, noticia a Reuters.

A imprensa holandesa dava conta esta quinta-feira de que as praias daquelas ilhas estão juncadas de produtos diversos, como televisões de écran plano, peças para carros, mobiliário ou ainda lâmpadas, que têm atraído uma multidão de caçadores de tesouros.

Aquela é, aliáso, uma atividade com longa tradição naquelas ilhas, onde de tempos a tempo chegam despojos deste tipo, segundo a Reuters.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.