1 jan 2019 às 12:37 hs
Serpente Uber’: a curiosa maneira como sapos se salvaram de tempestade na Austrália

Por BBC


Os sapos 'pegaram carona' na tentativa de fugir de uma inundação provocada pela forte tempestade que atingiu o extremo norte da Austrália — Foto: Paul Mock

Os sapos ‘pegaram carona’ na tentativa de fugir de uma inundação provocada pela forte tempestade que atingiu o extremo norte da Austrália — Foto: Paul Mock

Os animais têm sua maneira própria de escapar de um desastre natural.

E um grupo de sapos-cururu na Austrália não poderia provar isso de forma mais perspicaz.

No último domingo, circularam nas redes sociais imagens de dez sapos montados em cima de uma cobra.

Os anfíbios estavam tentando escapar da inundação de um açude na propriedade de uma família, em Kununurra, no norte da Austrália. Mas aparentemente não estavam com vontade de andar, então decidiram “pegar uma carona”.

Paul Mock filmou a cena curiosa após uma forte tempestade na noite de domingo, quando foram registrados cerca de 7 centímetros de chuva em apenas uma hora.

Ele enviou as imagens para seu irmão Andrew, que publicou no Twitter.

Andrew Mock@MrMeMock

68mm just fell in the last hour at Kununurra. Flushed all the cane toads out of my brothers dam. Some of them took the easy way out – hitching a ride on the back of a 3.5m python

“Saí (de casa) e o lago tinha transbordado”, contou o australiano à BBC.

Foi então que ele percebeu que os sapos, que costumam se reproduzir ao redor do lago, estavam fugindo do aumento do nível da água.

“Milhares de sapos estavam tentando encontrar um lugar para ir”, diz ele. “E eu vi Monty, nossa cobra da área, com um monte de caronas nas costas.”

A serpente, que mede cerca de 3 metros e meio, é uma visitante habitual da propriedade da família.

“Monty é bem conhecida da gente”, afirma Mock. “Ela fica atrás da nossa piscina e assusta minha esposa quando vai pendurar as roupas no varal.”

A cobra foi inteligente o suficiente para não tentar comer seus “passageiros”: os sapos-cururu carregam uma toxina mortal que pode ameaçar espécies aparentemente mais perigosas do que eles, como serpentes, lagartos e crocodilos.

Na falta de Uber…

Nas redes sociais, algumas pessoas ficaram chocadas, outras chegaram a sugerir que a foto era montagem. Mas a maioria aproveitou a oportunidade para fazer piada.

“Quando não tem Uber em Kununurra, você usa o que aparece”, escreveu um usuário no Twitter.

“Uma boa ideia é usar o transporte público para eliminar as pegadas de carbono, mas uma ideia melhor ainda é usar algo que não deixa nenhuma pegada”, disse outro.

Um usuário comparou as imagens a um jogo de Atari chamado Frogger.

“Sou o próximo a jogar”, tuitou.

Houve também quem sugeriu que os sapos não agiram de forma tão inocente.

A bióloga conservacionista Jodi Rowley escreveu no Twitter que os anfíbios estavam tentando acasalar com Monty.

Segundo ela, os sapos machos podem se “empolgar” demais.

“Os sapos-cururu geralmente ficam um pouco ‘empolgados’ demais. Essas imagens incríveis me fazem lembrar da vez que encontrei um tentando acasalar com uma manga podre.”

Karen Wyld@1KarenWyld

There’s video too!? You made it just in time for the best Aussie stories of 2018. https://www.theguardian.com/environment/2018/dec/31/cane-toads-python-escape-storm-northern-australia-kununurra?CMP=share_btn_tw 

Cane toads snake a ride on python to escape storm in northern Australia

Alarming sight greets northern Australian family as thousands of the invasive pest flushed out by a storm in Kununurra

theguardian.com

Jodi Rowley

@jodirowley

Male Cane Toads often get a bit carried away. This AMAZING video reminds me of the time I found a Cane Toad trying to mate with a rotting mango in North Queensland! 🤣 pic.twitter.com/g2kUBvOUV1

View image on Twitter
205 people are talking about this
ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.