27 fev 2019 às 12:38 hs
Santos só empata com River em Pacaembu vazio e está fora da Sul-Americana
Por Globo Esporte

Peixe é surpreendido em contra-ataque no início do segundo tempo, tenta reagir, mas 1 a 1 não é suficiente para classificação; era Sampaoli sofre primeira eliminação

  • Queda precoce

    Santos está fora da Copa Sul-Americana depois de apenas dois jogos pela primeira fase. O Peixe saiu atrás e ficou no empate por 1 a 1 com o River Plate-URU, nesta terça-feira, num Pacaembu vazio por causa de uma punição da Conmebol ao clube brasileiro. Os uruguaios ficaram com a vaga por causa do critério dos gols marcados fora de casa – o jogo de ida, em Montevidéu, terminou 0 a 0. Mauro Da Luz abriu o placar para o River, enquanto Jean Mota empatou no fim. Tarde demais para uma reação da equipe de Jorge Sampaoli, que sofre grande baque no comando. Veja abaixo os melhores momentos do jogo:

    Melhores momentos de Santos 1 x 1 River Plate-URU pela Copa Sul-Americana 2019
    Melhores momentos de Santos 1 x 1 River Plate-URU pela Copa Sul-Americana 2019
  • Como fica?

    Classificado, o River Plate-URU precisa agora esperar o sorteio da segunda fase, a ser realizado pela Conmebol – a primeira fase só vai terminar no dia 2 de maio, uma quinta-feira. O Santos, por sua vez, não disputa mais torneios continentais em 2019. CLIQUE AQUI e veja os outros confrontos da Copa Sul-Americana.

  • Baque para Sampaoli

    O Santos deixa a Sul-Americana sem derrotas e só perdeu uma vez no ano – aquele 5 a 1 do Ituano. A queda representa uma baixa nos planos do técnico, que não terá mais competições continentais a disputar em 2019 – agora, restam Paulistão, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

  • Jean Mota marca, mas é consolado

    Jean Mota fez seu oitavo gol pelo Santos na temporada, mas desta vez não teve tantos motivos para comemorar. Desolado após a eliminação, ele passou longo tempo sozinho sentado no gramado e teve de ser apoiado pelos colegas.

  • Casa vazia

    O Santos cumpriu a primeira de duas partidas em competições continentais com portões fechados, punição aplicada no ano passado por causa dos conflitos entre torcedores e policiais no mesmo estádio na eliminação do Santos contra o Independiente, pela Libertadores de 2018. O clima, claro, foi bem diferente do habitual: era possível ouvir qualquer discussão em campo, toque na bola ou orientação dos técnicos.

  • Primeiro tempo

    O River foi ao Pacaembu para se fechar na defesa. E no primeiro tempo conseguiu. A retranca uruguaia fez com que o Santos finalizasse seis vezes, mas apenas duas no gol. O time visitante levou perigo apenas nos contra-ataques, que foram neutralizados com tranquilidade pela defesa santista. No geral, foi um duelo sonolento – se houvesse algum torcedor presente, dificilmente estaria satisfeito com o que viu em campo.

  • Segundo tempo

    O Santos tentou pressionar no início, mas acabou surpreendido após contra-ataque perfeito do River, aproveitando perda de bola de Diego Pituca no campo de ataque do Peixe. Mauro Da Luz recebeu lançamento, driblou Vanderlei e abriu o placar, deixando o Peixe com a difícil missão de fazer dois gols e virar o duelo. Sampaoli lançou Felippe Cardoso, centroavante que errou quase tudo que tentou, e Yuri, tentando melhorar a saída de bola. O gol de empate só chegou no fim, com Jean Mota, em bola que Soteldo quase desviou. Era tarde demais.

  • Atuações do Santos

    CLIQUE AQUI e veja as notas dos jogadores santistas.

  • Próximos jogos

    O Santos volta a campo no próximo sábado, contra o Oeste, no Pacaembu, às 19h (de Brasília), desta vez com torcida. O jogo é válido pela nona rodada do Campeonato Paulista.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.