27 set 2018 às 11:09 hs
Líder de Cuba estreia na ONU falando de Lula e defendendo Maduro

Miguel Díaz-Canel é primeiro não-Castro a discursar na ONU em mais de cinco décadas.

O aguardado discurso de estreia do novo dirigente cubano, Miguel Díaz-Canel, na Assembleia da ONU não tratou de abertura econômica ou política em Cuba, mas veio recheado de farpas aos EUA e uma crítica ao que chamou de “prisão com fins políticos” do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Díaz-Canel, que assumiu o poder em abril após uma sucessão planejada pelo ditador Raúl Castro, é o primeiro líder cubano que não integra a família Castro desde 1959. Usou sucintos 19 minutos, 7% dos históricos 269 minutos de duração do discurso do ditador Fidel Castro em 1960.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.