22 nov 2018 às 17:22 hs
Governo faz aditivo com BB e prevê venda da folha por R$ 165 milhões

A folha contempla 75 mil servidores estaduais, que trata-se em média de R$ 450 milhões por mês, na economia regional

Guilherme Henri e Anahi Zurutuza
Governador Reinaldo Azambuja durante evento na Famasul (Foto: Marina Pacheco)
Governador Reinaldo Azambuja durante evento na Famasul (Foto: Marina Pacheco)

O Governo do Estado renovou por mais 30 dias o contrato da folha de pagamento dos servidores com o Banco do Brasil. Além disso, está acelerado o processo de fechar para o próximo ano o serviço com o banco. Para isso, o governador revelou nesta quinta-feira (22) que prevê a venda da folha por R$ 165 milhões.

O aditamento do contrato foi publicado nesta quinta-feira (22) no Diário Oficial do Estado. Segundo o chefe do administrativo estadual, a renovação por mais 30 dias ocorreu para encerrar o ano.

“Não batemos o martelo sobre o próximo ano. Estamos discutindo cláusulas contratuais, mas está praticamente fechado com o Banco do Brasil”, adiantou Reinaldo.

Ainda segundo o governador, a única diferença sobre o novo contrato da folha é que o valor antes pago de uma vez agora será divido e pago mensalmente pelo banco.

Em recente entrevista, Reinaldo explicou que a preferência pela “renovação” do contrato, ocorre porque existe um “bom atendimento” da empresa em relação aos servidores, assim como uma rede de agências espalhadas nos 79 municípios do Estado.

A folha contempla 75 mil servidores estaduais, que trata-se em média de R$ 450 milhões por mês, na economia regional.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.