12 nov 2018 às 16:44 hs
Doria anuncia ex-presidente do TJ para a pasta da Justiça e deputada tucana para a Secretaria das Pessoas com Deficiência

Por Tahiane Stochero, G1 SP


Doria anuncia os nomes dos secretários estaduais da Pessoa com Deficiência e da Justiça
Doria anuncia os nomes dos secretários estaduais da Pessoa com Deficiência e da Justiça

O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (12) o nome do ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo Paulo Dimas Mascaretti como futuro secretário de Justiça do estado e a deputada estadual Célia Leão (PSDB) para a Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

O desembargador Dimas, de 63 anos, foi promotor e juiz e graduou-se em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) em 1977.

Ingressou no Ministério Público, em 1979, atuando em cidades do interior de São Paulo, como São Vicente e Cubatão, e na capital (promotorias de Santo Amaro, Itaquera e Equipe de repressão a roubos e extorsões do MP).

Em 1983, passou a atuar na magistratura, tendo exercido a função de juiz nas comarcas de Santos, São Luiz do Paraitinga, Itanhaém, Barueri e São Paulo. Foi promovido por merecimento a desembargador em 2005, encerrando a carreira à frente da presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo entre 2016 e 2017.

Paulo Dimas Mascaretti foi questionado sobre se irá acumular os salários de desembargador aposentado do Tribunal de Justiça e o de secretário estadual, superando o teto constitucional.

“Eu não conversei isso com o governador ainda. Fiz o pedido de aposentadoria hoje, e com a aposentadoria perdemos algumas verbas. Eu tenho 40 anos de contribuição e, quando receber minha aposentadoria, tenho certeza que com todos os descontos não será algo astronômico, mas dentro dos limites constitucionais”, disse ele.

Diante da insistência dos jornalistas, Paulo Dimas ressaltou, porém, que não pensa em acumular os dois salários. “Há até uma decisão do Supremo Tribunal Federal que permite (acumular), mas não penso em fazer não, só não posso ter perdas [financeiras]. Estou aqui para agregar e modernizar a administração pública, não para ter nenhuma vantagem e nenhum privilégio”, disse Paulo Dimas.

A paulistana Célia Leão é deputada estadual pelo PSDB, está em seu sétimo mandato na Assembleia Legislativa de São Paulo. Ficou paraplégica aos 19 anos de idade, em decorrência de um acidente de automóvel. É uma das fundadoras do PSDB em Campinas. Foi vereadora e em 1996 foi candidata à prefeita na cidade. Ela é a primeira tucana a ser anunciada para o secretariado de Doria.

Com o anúncio, a equipe do novo governo já tem oito secretários confirmados. Doria já havia anunciado outros seis secretários da nova gestão. Gilberto Kassab (PSD) será o chefe da Casa Civil, o vice-governador eleito Rodrigo Garcia, irá para a Secretaria do Governo, Rossieli Soares da Silva assume a secretaria da Educação, Sérgio Sá Leitão a pasta da Cultura, José Henrique Germann, a Secretaria da Saúde e Gustavo Junqueira, a Agricultura.

Paulo Dimas é anunciado secretário da Justiça e Célia, secretária das pessoas com deficiência — Foto: Tahiane Stochero/G1
Paulo Dimas é anunciado secretário da Justiça e Célia, secretária das pessoas com deficiência — Foto: Tahiane Stochero/G1
ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.