27 mar 2018 às 08:28 hs
Camarim Politico

Willams Araújo
Isolamento

Isolado, já que perdeu a velha e tradicional companhia dos petistas em Mato Grosso do Sul depois de estrear na política com um discurso radical, dizendo que não aceita políticos corruptos em seu palanque, o PDT de João Leite Schmidt está fazendo das tripas, coração para viabilizar logisticamente a campanha do juiz aposentado Odilon de Oliveira ao governo do Estado. Para piorar a situação, o senador Pedro Chaves (PRB), que ensaiou pedir votos para o neobrizolista, agora faz campanha è reeleição ao lado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Fidelidade

A exceção de Carlos Marun (MDB-MS), que já avisou que fica até a barco afundar, os ministros que devem deixar os cargos esta semana, para se dedicar às eleições deste ano, são o da Saúde, Ricardo Barros e Maurício Quintella, dos Transportes. O ministro do Turismo, Marx Beltrão, deixará o governo depois do feriado, assim como o ministro da Educação, Mendonça Filho, que sairá dia 5 de abril. A saída de outros também é esperada pelo governo. Dentre eles, estão o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra; de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; da Integração Nacional, Helder Barbalho; e Esportes, Leonardo Picciani.

Guerra interna

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, já sinalizou que pode deixar a pasta para concorrer a presidência da República, mas não há ainda uma decisão oficial. O presidente Michel Temer tem se reunido com ministros e outros políticos para discutir a reforma ministerial. Nem ministros, nem assessores próximos ao Executivo confirmam os nomes dos substitutos. A informação, até então, é de que o presidente está conversando e ouvindo sugestões de nomes. Marun se mostra otimista com a possibilidade do candidato do governo chegar ao segundo turno. “Se eu já tinha certeza, essa certeza é absoluta, agora que o presidente Temer admite a possibilidade de ser candidato nas próximas eleições”.

Homenagem
Homenagem

O ex-presidente da Assembleia Legislativa, ex-deputado estadual Walter Carneiro, foi homenageado na semana passada nos 40 anos do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul), em uma bela solenidade que contou com a presença de importantes personalidades da área, amigos e familiares. “Reconhecimento e gratidão do CRMS-MS ao médico veterinário Walter Benedito Carneiro”, diz texto da placa entregue ao profissional, que também teve atuação de destaque na política estadual, sendo o autor da emenda constitucional que criou a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) com sede em Dourados.

Cancelamento

Tendo em vista ao feriado da Semana Santa, a diretoria da Assomasul resolveu pedir cancelamento do programa “Ação Municipalista”, organizado pela CNM, que estava marcado para ocorrer no plenário da entidade, em Campo Grande, no próximo dia 3, no qual prefeitos e secretários municipais iriam debater uma extensa pauta, incluindo os ‘Municípios e o Pacto Federativo Brasileiro’, os apontamentos mais recorrentes dos Tribunais de Contas nos Estados; e a urgência em aperfeiçoar a Lei da Improbidade Administrativa e acrescentar responsabilizações de outros agentes políticos no Decreto-Lei 201/1967. Também estavam previstas discussões sobre precatórios, licitações e cuidados permanentes com a Lei 101/2000 de Responsabilidade Fiscal.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.