2 jan 2019 às 10:42 hs
Azambuja troca quase meio time do secretariado para segundo mandato no governo de MS

Por G1 MS

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou na manhã desta sexta-feira o secretariado para o seu segundo mandato — Foto: Edemir Rodrigues/Subsecom

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou na manhã desta sexta-feira o secretariado para o seu segundo mandato — Foto: Edemir Rodrigues/Subsecom

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), anunciou na manhã desta sexta-feira (28) os 11 nomes que vão compor o primeiro escalão do segundo mandato. Das 11 pastas, sendo 9 secretarias, além da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e da Controladoria-Geral do Estado (CGE), haverá a troca em cinco órgãos.

Permanecem como titulares das secretarias que já ocupam na primeira gestão de Azambuja: Antonio Carlos Vieira (Justiça e Segurança Pública – Sejusp), Eduardo Corrêa Riedel (Governo e Gestão Estratégica – Segov), Elisa Cléia Pinheiro Rodrigues Nobre (Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast), Jaime Elias Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, produção e Agricultura Familiar – Semagro) e Maria Cecília Amendola da Motta (Educação – SED), além de Carlos Eduardo Girão de Arruda (Controladoria-Geral do Estado).

Em contrapartida, assumem secretarias nesta segunda gestão: o advogado tributarista Felipe Mattos de Lima Ribeiro (Fazenda – Sefaz), deputado federal Geraldo Resende Pereira (Saúde – SES), o vice-governador eleito Murilo Zauith (Infraestrutura -Seinfra) e o atual diretor presidente do Detran/MS, Roberto Hashioka – Novo (Administração e Desburocratização – SAD), além de Fabíola Marquetti Sanches Rahim (Procuradoria-Geral do Estado – PGE).

Ações e prioridades

Azambuja destacou durante o anúncio que o trabalho do novo secretariado será norteado por contratos de gestão. O modelo é utilizado em Mato Grosso do Sul desde 2015. “Vamos continuar com os contratos de gestão, pactuados em todo começo de ano, para termos um caminho para o cumprimento das ações. Nossas prioridades são as propostas apresentadas nas eleições de 2018”, ressaltou o governador.

“Nosso compromisso é grande com a sociedade. Vamos entregar cada vez mais políticas públicas e melhorias para atendimento em todas as áreas do Governo, principalmente nas prioritárias como saúde, educação e segurança pública”, completou o governador.

No setor da Saúde, o governo tem como meta a estruturação da regionalização dos polos de saúde, com hospitais regionais em funcionamento em todas as regiões do Estado. Na Segurança Pública, o objetivo é dar continuidade a ações de blindagem da fronteira, em parceria com a União, e trabalhar pela redução dos crimes, já registrada em 2018.

Na Infraestrutura, Reinaldo Azambuja tem como prioridade a manutenção de investimentos nos setores de saneamento e habitação, além de foco em obras estruturantes e projetos de infraestrutura logística, como as rotas bioceânicas, consideradas fundamentais para o desenvolvimento da competitividade de Mato Grosso do Sul e do Centro-Oeste.

Confira o primeiro escalão anunciado pelo governador Reinaldo Azambuja para seu segundo mandato:

  • Antonio Carlos Videria: Justiça e Segurança Pública (Sejusp)
  • Carlos Eduardo Girão de Arruda: Controladorai-Geral do Estado (CGE)
  • Eduardo Corrêa Riedel: Governo e Gestão Estratégica (Segov)
  • Elisa Cléia Pinheiro Rodrigues Nobre: Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho
  • Fabíola Marquetti Sanches Rahim: Procuradoria-Geral do Estado (PGE)
  • Felipe Mattos de Lima Ribeiro: Fazenda (Sefaz)
  • Geraldo Resende Pereira : Saúde (SES)
  • Jaime Elias Verruck: Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, produção e Agricultura Familiar (Semagro)
  • Maria Cecília Amendola da Motta: Educação (SED)
  • Murilo Zauith: Infraestrutura (Seinfra)
  • Roberto Hashioka : Administração e Desburocratiza
ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.