Como náufragos foram parar em ilha deserta e sobreviveram por 33 dias
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

11 fev 2021 às 10:02 hs
Como náufragos foram parar em ilha deserta e sobreviveram por 33 dias

Há 4 horas

Três pessoas presas em Anguilla Cay, Bahamas, em 8 de fevereiro de 2021
Legenda da foto,Três cubanos, dois homens e uma mulher, foram resgatados nesta semana pela Guarda Costeira dos Estados Unidos; eles sobreviveram a base de cocos e pequenos animais

Mais de um mês presos em uma ilha deserta.

Três cubanos, dois homens e uma mulher, foram resgatados nesta semana pela Guarda Costeira dos Estados Unidos depois de passar 33 dias em uma pequena ilha nas Bahamas.

Um dos membros da equipe de resgate disse à BBC que estava surpreso por eles terem “sido capazes de sobreviver por tanto tempo”.

O que aconteceu?

O oficial da Guarda Costeira Riley Beecher explicou que estava patrulhando a área de Anguilla Cay — uma série de ilhas entre Florida Keys e Cuba — quando de repente “algo chamou sua atenção”.ADVERTISEMENThttps://819998e051d5b26cad59cb3c5797b221.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Isso o fez voar sobre a área novamente a uma altitude mais baixa, e foi quando ele percebeu que havia pessoas na pequena ilha agitando uma bandeira improvisada, desesperadamente.Pule Talvez também te interesse e continue lendoTalvez também te interesse

  • )
  • Fim do Talvez também te interesse

A equipe da Guarda Costeira não estava preparada para realizar um resgate imediatamente, mas jogou comida, água e um rádio para os náufragos se comunicarem, como mostra um vídeo postado no Twitter.Pule Twitter post, 1https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=bbcbrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1359177990547120135&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.bbc.com%2Fportuguese%2Finternacional-56019441&siteScreenName=bbcbrasil&theme=light&widgetsVersion=889aa01%3A1612811843556&width=550px

Final de Twitter post, 1

“Infelizmente, não tínhamos ninguém que falasse espanhol fluentemente, mas com meu parco espanhol pude perceber que eles eram de Cuba e que precisavam de cuidados médicos”, disse ele à BBC.

“Eles deixaram claro que estavam na ilha há 33 dias.”

Como eles chegaram lá?

O grupo explicou aos resgatadores que haviam nadado até a ilha quando o barco em que viajavam afundou.

Outro membro da Guarda Costeira, Justin Dougherty, explicou que os cubanos mais tarde lhe disseram que podiam se alimentar de cocos.

“À primeira vista, não parece que a ilha tenha muito, mas há alguns arbustos e algumas árvores, então eles foram capazes de se proteger do clima”, disse ele.Pule Twitter post, 2https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=bbcbrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-1&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1359589015415054336&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.bbc.com%2Fportuguese%2Finternacional-56019441&siteScreenName=bbcbrasil&theme=light&widgetsVersion=889aa01%3A1612811843556&width=550px

Final de Twitter post, 2

A imprensa americana afirma que eles também sobreviveram com ratos e moluscos.

Os três cubanos foram resgatados da ilha de helicóptero na terça-feira e levados a um centro médico na Flórida, mas não apresentavam ferimentos graves.

Mais tarde, foram encaminhados ao Serviço de Imigração e Alfândega dos EUA.

Os membros da equipe que resgatou os cubanos nunca haviam enfrentado situação semelhante.

“Nunca conheci alguém que ficou [preso] em algum lugar por tanto tempo”, disse Dougherty.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: