Corpo de enfermeira que estava desaparecida é encontrado em plantação de eucalipto

Correio do Pantanal

21 mar 2021 às 23:03 hs
Corpo de enfermeira que estava desaparecida é encontrado em plantação de eucalipto

Polícia

Priscila Cardoso da Silva, de 35 anos, foi vista pela última vez na segunda-feira (15) quando saía de um posto de saúde em Santana do Paraíso. Suspeito do crime foi preso em Guarapari (ES).

Priscila Cardoso da Silva, de 35 anos, foi vista pela última vez na segunda-feira (15)

O corpo da enfermeira Priscila Cardoso da Silva, de 35 anos, foi encontrado pela polícia em uma plantação de eucalipto próximo a entrada do município de Ipaba (MG), neste sábado (20). Ela estava desaparecida desde segunda-feira (15) quando foi vista pela última vez ao sair do posto de saúde onde trabalhava, em Santana do Paraíso (MG).

O suspeito, de 49 anos, foi preso em Guarapari (ES) nessa sexta-feira (19) e confessou o crime. Ele foi levado para a delegacia de Ipatinga e a Justiça já expediu um mandado de prisão preventiva.

“O indivíduo foi monitorado nas adjacências e residências de parentes e foi preso chegando na casa da mãe. Em nenhum momento reagiu e confessou que efetivamente teria matado a Priscila e indicou o local onde o corpo estava”, disse o delegado Alexsandro Caetano.

O corpo foi encontrado com marca de tiro na testa. O delegado explicou que a motivação do crime ainda não foi elucidada e as investigações continuam. As diligências foram feitas pelas polícias Militar e Civil de Minas, Bahia e do Espírito Santo.

Ainda de acordo com o delegado, o homem já tinha várias passagens pela polícia, entre elas um homicídio cometido na Bahia e uma tentativa de latrocínio em Minas.

Em nota publicada nas redes sociais, a Prefeitura de Santana do Paraíso manifestou pesar pela morte da enfermeira e diz que o município decretou luto oficial de três dias.

“A notícia da morte da nossa querida Priscila é uma dor irreparável para todos nós. A administração municipal, na pessoa do prefeito Bruno Morato, desde o início acompanhou o trabalho das autoridades policiais para que o crime fosse elucidado”, diz a nota.

Priscila foi vista pela última vez quando saía de um posto de saúde no Bairro Cidade Nova, em Santana do Paraíso. Uma câmera de segurança próxima à unidade de saúde registrou o momento em que a enfermeira foi rendida por um indivíduo com a mão sob a camisa, aparentando estar armado. Desde então, ela despareceu.

Um dia depois, o carro da enfermeira foi localizado pela Polícia Militar em Teixeira de Freitas (BA) por meio de sistema de rastreamento do automóvel. O veículo estava em processo de desmanche em uma oficina e um mecânico, de 36 anos, foi preso.

Marina Pereira e Joana Teles, G1 Vales de Minas

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: