Com ajuda dos Correios, polícia vai até local de entrega e flagra jovem com 302 comprimidos de ecstasy

Correio do Pantanal

2 mar 2021 às 16:47 hs
Com ajuda dos Correios, polícia vai até local de entrega e flagra jovem com 302 comprimidos de ecstasy

Suspeito confessou o crime e disse que vendia o ilícito há 3 anos, sendo que fazia o pedido em vários estados brasileiros. Ele também estava com 502 micropontos e LSD e pés de maconha em casa em MS.

Por Graziela Rezende, G1 MS

02/03/2021 09h40  Atualizado há 8 horas


Polícia apreendeu ilícitos na casa do suspeito, em bairro de Campo Grande — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia apreendeu ilícitos na casa do suspeito, em bairro de Campo Grande — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um jovem de 23 anos foi flagrado no momento em que recebia 302 comprimidos de ecstasy, além de 521 micropontos de LSD, nessa segunda-feira (1°). Os policiais, após receberem informações dos Correios, aguardaram a chegada do carteiro e abordaram o suspeito durante a entrega, no bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Segundo o delegado Gustavo Ferraris, responsável pelas investigações, o Setor de Segurança Corporativa dos Correios estava suspeitando do rapaz, já que esta não é a primeira vez que ele recebia encomendas. Em seguida, eles acionaram a polícia e pediram providências.

“É uma medida deles, após fazerem a verificação pelo raio-X ou nos acionando. Nós orientamos para que fizessem a entrega normalmente e, no momento da entrega, houve a abordagem. De início, já flagramos três caixas com 302 comprimidos de ecstasy, que totalizou 140 gramas”, afirmou o delegado.

Em seguida, a equipe policial apreendeu mais 521 micropontos de LSD, porções de . “O rapaz autorizou que continuássemos a abordagem, até porque ele não tinha mais o que negar. Na cozinha do imóvel, achamos uma mochila com mais 14 porções de maconha, já embaladas e prontas para venda, além de uma balança de precisão e dinheiro”, comentou Ferraris.

Questionado sobre os fatos, o rapaz disse que comercializava o ilícito em festas na cidade e também para usuários que já mantinha contato. Ele também alegou que pedia as drogas sintéticas há cerca de 3 anos e tinha fornecedores do vários estados.

O suspeito, que possui um antecedentes por violência doméstica, foi levado para a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) e indiciado por tráfico de drogas. A pena varia de 5 a 15 anos de prisão.

Os policiais ressaltaram que o flagrante faz parte da operação Ômega, realizada em caráter permanente na delegacia. A audiência de custódia do jovem deve ocorrer nesta terça-feira (2).

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.