5 jul 2019 às 06:34 hs
Fazendas do Pantanal de MS são alvo de operação da polícia que investiga furto de gado

Por G1 MS e TV Morena

Policiais durante primeira fase da operação Punch — Foto: Polícia Civil/Divulgação Policiais durante primeira fase da operação Punch — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Policiais durante primeira fase da operação Punch — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros cumpre nesta quinta-feira (4) novos mandados de busca e apreensão em três fazendas em Corumbá, região pantaneira, durante operação batizada de Punch.

As propriedades são investigadas por manter gado furtado. Os policiais estão juntando e passando os animais por currais onde são analisadas as marcas de origem de cada um. O trabalho conta com o apoio de funcionários da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), e dever dura pelo menos 10 dias por conta do difícil acesso aos locais

A operação teve ações em dia 26 de junho, no combate ao furto de gado, armazenamento e comercialização de carne irregular.

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em estabelecimentos comerciais e propriedades rurais de Corumbá. Além da carne imprópria para o consumo, os agentes da Polícia Civil apreenderam mais de R$ 100 mil em dinheiro, cheques; e uma pessoa foi convidada a acompanhar os policiais até a delegacia para prestar esclarecimentos.

Punch é porrada em inglês e a operação foi batizada com esse nome em alusão ao codinome de um dos responsáveis pelo comércio ilegal de carne em Corumbá, que vem sendo investigado pelo Garras.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.