16 dez 2018 às 22:43 hs
Efeito cascata: reajuste dos ministros do STF vai custar R$ 8 milhões por mês ao governo de MS

MIDIAMAX

Assis disse que aumento será na folha de fevereiro (Foto: Divulgação/Chico Ribeiro/Subsecom)

O reajuste de 16% aprovado para os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), que passa a valer a partir do próximo ano, vai causar um impacto mensal milionário no caixa do governo sul-mato-grossense.

“Vai gerar um impacto de R$ 8 milhões por mês”, revelou neste domingo (16), o atual titular da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Carlos Alberto de Assis (PSDB), durante agenda pública na Capital.

Assis explicou que o salário dos ministros do Supremo, que vai saltar de 33,7 mil para R$ 39,2 mil, impacta diretamente a remuneração de algumas categorias do funcionalismo público estadual, como servidores do Fisco, procuradores do Estado e delegados de polícia.

De acordo com o secretário, pelo menos 1,5 mil servidores estaduais terão aumento salarial, que vai saltar de R$ 30 mil para R$ 35,4 mil, o que corresponde a 95% da remuneração de um ministro do STF.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.