Caças britânicos chamados a intercetar bombardeiros russos
  • piramide

Correio do Pantanal

3 fev 2022 às 00:04 hs
Caças britânicos chamados a intercetar bombardeiros russos
Caças britânicos chamados a intercetar bombardeiros russos
Foto: POPhot Jay Allen/EPA

JNOntem às 16:51

Aeronaves da força aérea britânica foram mobilizadas, esta quarta-feira à tarde, para intercetar quatro bombardeiros russos no espaço aéreo do Reino Unido.

Em causa está a mobilização de equipas e meios da Real Força Aérea (RAF, na sigla em inglês) – o braço aéreo das forças armadas britânicas – para controlarem aeronaves militares russas perto do espaço aéreo internacional do Reino Unido, numa altura em que aumentam as tensões na Europa Oriental, entre Rússia, Ucrânia e respetivos aliados.A AMEAÇA RUSSA NA UCRÂNIA E AS IMAGENS AÉREAS QUE AUMENTAM A TENSÃOVER MAIS

De acordo com a BBC, os meios britânicos foram mobilizados porque a investida russa pode representar um perigo para outros utilizadores do ar, uma vez que é comum as aeronaves russas não comunicarem com o sistema de controlo de tráfego aéreo nem transmitirem um código que garanta a sua visibilidade para utilizadores e controladores.

“Os caças Typhoon de alerta de reação rápida da RAF Lossiemouth [campo de aviação militar na cidade escocesa de Lossiemouth], apoiados por um Voyager Tanker da RAF Brize Norton [base aérea em Oxfordshire], foram lançados contra aeronaves não identificadas que se aproximam da área do Reino Unido”, informou apenas um porta-voz da Força Aérea do país, sem fornecer nenhum detalhe adicional acerca da operação “até que esta seja concluída”.

Exercícios militares

A Rússia anunciou que iria realizar exercícios militares a cerca de 150 milhas (cerca de 240 quilómetros) a sudoeste da Irlanda entre 1 e 5 de fevereiro. As autoridades irlandesas disseram que não podiam impedi-los por se tratar de águas internacionais, mas criticaram a Rússia por realizá-los nas “fronteiras ocidentais” da União Europeia numa altura de elevada tensão sobre a Ucrânia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros irlandês disse, no fim do mês, que tinha comunicado o desagrado do Governo da Irlanda ao embaixador da Rússia em Dublin.

Os incidentes com aviões militares ocorrem com alguma frequência e a RAF é chamada a intervir para intercetar aparelhos que se aproximam da chamada “área de interesse do Reino Unido”.

Em novembro de 2021, a RAF mobilizou aviões de combate para intercetar bombardeiros estratégicos russos TU-160 Blackjack. As autoridades disseram na altura que os caças escoltaram os aviões russos para fora da “área de interesse” e que os bombardeiros não tinham entrado no espaço aéreo britânico.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.