‘Botão do pânico’ ajudará mulheres vítimas de violência doméstica

Correio do Pantanal

19 maio 2018 às 10:53 hs
‘Botão do pânico’ ajudará mulheres vítimas de violência doméstica

CORREIO DO ESTADO

Dentro de pouco tempo, as mulheres terão à disposição mais um mecanismo para a redução dos índices de violência doméstica. Trata-se da unidade portátil de rastreamento (UPR), também conhecida como “botão do pânico”, que estará à disposição de vítimas de agressões ou graves ameaças por parte de maridos ou ex-maridos.

Nesta sexta-feira pela manhã, no encerramento do curso Monitoramento Eletrônico – SAC24, oferecido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) aos seus servidores, foi realizado o lançamento da UPR.

De acordo com a Agepen, a previsão de implementação da unidade portátil de rastreamento é de até o fim deste mês, quando deverão ser disponibilizados 20 equipamentos, quantidade suficiente para este primeiro momento.

A dinâmica de funcionamento é semelhante à da tornozeleira eletrônica, mas, nesse caso, o equipamento ficará com a vítima e funciona como um mecanismo a mais de segurança. Contudo, para isso, a vítima deve manter a UPR carregada e sempre perto dela. Por meio dessa tecnologia, em caso de aproximação entre o monitorado (o agressor em potencial) e a vítima, o sistema emite um alerta para ambos e para a Unidade Mista Estadual de Monitoramento Virtual, que, em seguida, entra em contato com os envolvidos e, se necessário, aciona a Polícia Militar.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.