Correio do Pantanal

5 nov 2019 às 17:50 hs

Turista à deriva no mar Egeu sobreviveu comendo guloseimas

Turista à deriva no mar Egeu sobreviveu comendo guloseimas
Foto: Guarda Costeira grega

Turista à deriva no mar Egeu sobreviveu comendo guloseimas

Uma turista, que esteve à deriva na costa da Grécia durante dois dias, no passado fim-de-semana, sobreviveu comendo doces e protegendo-se com sacos de plástico.

Kushila Stein, de 45 anos, e da Nova Zelândia, foi resgatada depois de dois dias à deriva no Mar Egeu, a norte da ilha de Creta.

De acordo com a BBC, durante as 37 horas que passou em alto mar, a mulher alimentou-se de guloseimas que tinha levado e protegeu-se do frio cobrindo-se com sacos de plástico.

Com experiência em aventuras no mar, a mulher colocou uma sacola vermelha na cabeça e usou um espelho para atrair a atenção das equipas de resgaste. A Guarda Costeira grega acabou por encontrar a mulher a 101 quilómetros da costa grega, já no domingo.

Como se perdeu em alto mar?

Segundo adianta a BBC, Kushila estava a auxiliar um homem, identificado pelos relatórios como Mike, a levar um iate do sul da Turquia até Atenas.

Durante a o percurso a mulher decidiu rumar até Folegandros, uma outra ilha grega no Egeu. Quando regressava ao iate, um dos remos caiu ao mar e os ventos afastaram a mulher da embarcação principal.

O dono do iate estranhando a demora e alertou as autoridades.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.