13 fev 2018 às 09:42 hs
Tio e sobrinho são presos por posse de 11 armas furtadas da coleção de PM aposentado em MS

Objetos estavam enrolados em um cobertor e escondido na casa do tio de 46 anos, em Aquidauana (MS). Segundo delegado, tinha arma do século XIX.

Armas furtadas da coleção de PM aposentado (Foto: PM/Divulgação)

Armas furtadas da coleção de PM aposentado (Foto: PM/Divulgação)

O tio de 46 anos e um sobrinho de 33 anos foram presos nesta segunda-feira (12) em posse de 11 armas de fogo da coleção de um policial militar aposentado no bairro Serraria, em Aquidauana, município no Pantanal de Mato Grosso do Sul.

Segundo o delegado Eder Oliveira Moraes, os armamentos eram antigos e vão passar pela perícia. “Não sabemos nem se funcionavam, era de coleção. Tinha uma de 1800 e pouco”, afirmou o delegado.

As prisões foram realizadas depois da abordagem de um detento do regime semiaberto, do Estabelecimento Penal de Aquidauana, abordado pelas equipes da da Rotai e Getam, acionadas pela Agência Local de Inteligência (ALI). Ele estava com a motocicleta do suspeito do furto ocorrido na última sexta-feira (9).

O detento indicou onde estaria o dono do veículo, de 33 anos, suspeito de furtar as 11 armas de fogo de uso restrito. Segundo o registro policial, a motocicleta de cor preta foi usada na ação.

As equipes realizaram a abordagem dos envolvidos próximo na unidade prisional e depois de serem revistados, foram até o local onde estavam os objetos furtados, na residência de um indivíduo de 46 anos.

O dono da casa disse que o sobrinho havia pedido para guardar alguns objetos, mas não sabia informar o que era que estava embaixo da cama do único quarto do imóvel. Enrolado em um cobertor marrom, estavam 11 armas de fogo.

O suspeito afirmou aos policiais que furtou os armamentos da residência na rua Pandia Calogeras, Centro. Tio e sobrinho foram encaminhados para Delegacia de Polícia de Aquidauana. O caso foi registrado como posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.