13 fev 2018 às 09:21 hs
Aeroporto de Londres reabre após retirada de bomba da II Guerra Mundial

Artefato de meia tonelada foi encontrado no domingo passado de madrugada durante a realização de obras no aeroporto.

Por Agencia EFE

London City Airport, aeroporto na Inglaterra (Foto: PrivateFly/Divulgação)

London City Airport, aeroporto na Inglaterra (Foto: PrivateFly/Divulgação)

O aeroporto London City, situado no leste da capital britânica, retomou seus serviços nesta terça-feira (13) após permanecer fechado devido à descoberta de uma bomba de 500 quilos da II Guerra Mundial no rio Tâmisa.

O artefato foi encontrado no domingo passado de madrugada durante a realização de obras no aeroporto.

A insólita descoberta fez com que o aeroporto tivesse que cancelar todos os serviços programados e cerca de 16.000 passageiros se viram afetados.

A bomba será transferida durante a manhã a um local seguro por especialistas em desativação de explosivos e mergulhadores da Marinha britânica farão uma explosão controlada do projétil, de fabricação alemã e 1,5 metro de comprimento.

Após a descoberta do explosivo se estabeleceu ontem uma zona de exclusão e os residentes dessa área foram evacuados, mas todas essas medidas de precaução já foram suspensas e o aeroporto opera hoje “com normalidade”, segundo disse à emissora “BBC” seu executivo-chefe, Robert Sinclair.

Por outro lado, algumas das estradas e pontes que foram fechadas ao público continuarão fora de operação enquanto os especialistas desativam a bomba.

Algumas das companhias aéreas que operam nesse aeroporto e que se viram afetadas pelo incidente são British Airways, Flybe, CityJet, KLM e Lufthansa, com serviços conectados com destinos domésticos e outras cidades da Europa.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.