12 jan 2018 às 09:46 hs
Seis meses sem conduzir a quem levar o telefone na mão

DR

Mas só nos casos em que a distração levar o condutor a cometer ouras infrações

O Governo francês quer acabar com uma das práticas que mais acidentes causa no país: a utilização do telefone pelos condutores. Por isso vai retirar a carta, por um período de seis meses, aos condutores que sejam apanhados com o telemóvel na mão enquanto conduzem. A medida entra em vigor a partir de 2019.

A infração, que neste momento, em França, implica o pagamento de uma multa de 135 e a perda de três pontos na carta, só será penalizada com a retirada da carta nos casos mais graves, ou seja, se o condutor cometer outras infrações por estar distraído a utilizar o telemóvel.

Esta é uma de entre 18 medidas anunciadas pela imprensa francesa, e citadas pelo jornal Figaro, onde também constam a redução na velocidade máxima permitida, nas vias secundárias, de 90 para 80 km/h e a instalação obrigatória de um sistema de bloqueio do automóvel, que não permita ligar o carro, no caso de condutores que, já tendo sido apanhados a conduzir embriagados, tentem voltar a fazê-lo.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.