12 jan 2018 às 09:12 hs
ONU: comentários de Trump sobre imigração são “racistas” e “chocantes”

O presidente dos EUA

  |  REUTERS/YURI GRIPAS

Trump disse que El Salvador, Haiti e várias nações africanas são “países de merda”

O departamento de Direitos Humanos das Nações Unidas reagiu esta sexta-feira aos comentários de Donald Trump, que terá dito em reunião com deputados norte-americanos que El Salvador, Haiti e várias nações africanas são “países de merda” e que preferiria abrir as portas dos EUA a imigrantes de países como a Noruega, por exemplo.

A ONU considera que os comentários do presidente norte-americano foram “racistas”, “chocantes” e “vergonhosos”, segundo as agências internacionais. “Não há outra palavra que possamos usar a não ser racista”, disse o porta-voz para os Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville, numa conferência de imprensa em Genebra. “Não se pode desconsiderar países inteiros e continentes como países de merda e cujas populações, que não são brancas, em consequência deixam de ser bem-vindas”, assinalou o porta-voz.

Antes, também a União Africana se declarara “francamente alarmada” com as declarações do presidente norte-americano em “linguagem vulgar”. A porta-voz da União Africana, Ebba Kalondo, considerou as declarações de Donald Trump inaceitáveis tendo em conta a realidade histórica e a quantidade de africanos que chegou aos Estados Unidos como escravos.

“Isto é particularmente surpreendente, já que os Estados Unidos da América continuam a ser um exemplo global de como a migração deu origem a uma nação baseada em valores fortes de diversidade e oportunidade”, destacou.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.