5 dez 2017 às 17:03 hs
Previsão para o índice que medea inflação fica em 3,03% em 2017

A projeção para o IPCA de 2018 permaneceu em 4,02%

Fonte: Conjuntura Online
A projeção para o IPCA de 2018 permaneceu em 4,02% (Foto: Divulgação )

Os economistas do mercado financeiro reduziram suas projeções para o IPCA para este e o próximo ano. O Relatório de Mercado Focus divulgado na manhã desta segunda-feira, 4, pelo Banco Central, mostra que a mediana para o IPCA em 2017 foi de 3,06% para 3,03%. Há um mês, estava em 3,08%. Já a projeção para o índice de 2018 permaneceu em 4,02%, mesmo porcentual de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas nesta segunda no Focus indicam que a expectativa é de que a inflação fique levemente acima do piso da meta, de 3,0%, em 2017. O centro da meta para este ano e o próximo é de 4,5%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual (inflação de 3,0% a 6,0%).

Em outubro, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC havia informado suas projeções para o IPCA: 3,3% em 2017, 4,3% em 2018 e 4,2% em 2019. Estes parâmetros devem ser atualizados na próxima quarta-feira, dia 6, quando o Comitê de Política Monetária (Copom) anuncia o novo patamar da Selic (a taxa básica de juros), atualmente em 7,50% ao ano.

Entre as instituições que mais se aproximam do resultado efetivo do IPCA no médio prazo, denominadas Top 5, a mediana das projeções para 2017 no Focus foi de 3,10% para 3,09%. Portanto, estas casas também preveem que o BC cumprirá a meta, já que a inflação ficará acima do piso de 3,0%. Para 2018, a estimativa do Top 5 seguiu em 4,00%. Quatro semanas atrás, as expectativas eram de 3,05% e 4,00%, respectivamente.

Já a inflação suavizada para os próximos 12 meses foi de 3,98% para 3,96% de uma semana para outra – há um mês, estava em 4,01%.

Entre os índices mensais mais próximos, a estimativa para novembro de 2017 foi de 0,39% para 0,38%. Um mês antes, também estava em 0,38%. No caso de dezembro, a projeção foi de 0,44% para 0,42%, ante 0,44% de quatro semanas antes.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.