152 mil famílias se beneficiam com o ‘energia social: conta de luz zero’
  • piramide

Correio do Pantanal

27 abr 2022 às 09:04 hs
152 mil famílias se beneficiam com o ‘energia social: conta de luz zero’

CONJUNTURA

Famílias de MS são beneficiadas com o programa (Foto: Divulgação)

Em Mato Grosso do Sul, 152 mil famílias de baixa renda têm se beneficiado com o programa “Energia Social: Conta de Luz Zero”, que paga a conta de consumidores que utilizam até 220 kw/h por mês. 

Com a iniciativa do Governo do Estado, cada uma dessas famílias têm economizado uma média de R$ 130 todos os meses, considerando o valor da tarifa e dos tributos incidentes na conta, como Pis/Cofins e iluminação pública. Só para se ter uma ideia do impacto desse programa do governo estadual para a família em situação de vulnerabilidade, uma cesta básica com 12 itens de alimentação entre eles arroz, feijão, macarrão e óleo, está sendo vendida em Campo Grande em torno de R$ 100. 

A aposentada Abadia Paes de Souza, de 77 anos, é uma das pessoas contempladas pelo programa. Moradora da Vila Almeida, em Campo Grande, ela diz que agora tem uma conta a menos e que o salário está rendendo mais.

“Eu pagava mais ou menos R$ 130, dependendo do mês e de quando uma neta vinha passar uns dias comigo. Eu faço acompanhamento no cardiologista e no ortopedista e com esse dinheiro que sobra eu consigo comprar medicamentos”, relata.

Outra beneficiária é a diarista Adriana Marques, de 33 anos, moradora do bairro Guanandi, também na Capital. Com o “Energia Social”, os R$ 150 que ela utilizava para pagar a conta de luz agora sobram para outras despesas de casa, como alimentação. “A conta zerada foi uma surpresa muito boa e eu nem esperava por isso. Foi um alívio muito grande e agora posso usar esse dinheiro para outras contas aqui de casa”, diz.

Atualmente, participam do programa 152 mil famílias com inscrição ativa no CadÚnico e na Tarifa Social, do Governo Federal. 

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.